DECIDA EMAGRECER AGORA

E-book revela passo a passo como você como controlar sua mente e emagrecer saudavelmente. Baixe. É totalmente GRÁTIS!

Hipotireoidismo: o que é, sintomas e tratamento

Hipotireoidismo: o que é, sintomas e tratamento

Doença tem causas diversas e, se não tratada, pode evoluir para quadro fatal

 

hipotireoidismo é a queda na produção de hormônios produzidos pela glândula tireoide, responsável por manter a função de órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins.

Também chamada de “tireoide hipoativa”, a doença acomete mais as mulheres acima dos 60 anos, mas pode ocorrer em qualquer pessoa, até mesmo recém-nascidos – o chamado hipotireoidismo congênito.

O que causa

A causa mais comum do hipotireoidismo em adultos é a doença de Hashimoto – o sistema imunológico ataca e danifica a tireoide, impossibilitando-a de exercer suas funções.

Tratamento com iodo radioativo ou cirurgia da tireoide (que são empregados para tratar outros problemas na tireoide) também podem ser fatores desencadeantes do hipotireoidismo.

A doença também pode ser desenvolvida na gestação, em casos em que a tireoide do bebê não se desenvolve adequadamente.

Sintomas

Os sintomas do hipotireoidismo incluem:

  • Depressão;
  • Desaceleração dos batimentos cardíacos;
  • Prisão de ventre;
  • Menstruação irregular;
  • Falhas de memória;
  • Cansaço excessivo;
  • Dores musculares;
  • Pele e cabelos secos;
  • Queda de cabelo;
  • Sensação de frio;
  • Ganho de peso.

Se os acometidos pelo hipotireoidismo não realizarem o tratamento pode haver aumento nos níveis de colesterol e consequente doença cardíaca. Em casos mais graves, poderá ocorrer coma mixedematoso, uma situação clínica incomum, mas potencialmente letal. Nesse quadro, o organismo apresenta adaptações fisiológicas (para compensar a falta dos hormônios tireoidianos) que, em casos de infecções, por exemplo, poderão ser insuficientes, fazendo a pessoa descompensar e entrar em coma.

Diagnóstico

hipotireoidismo é diagnosticado com base em exames de sangue que medirão os níveis dos hormônios estimuladores da tireoide – TSH e T4.

Quando há hipotireoidismo, os níveis de TSH ficam elevados e os de T4, baixos. Entretanto, nos casos mais leves ou iniciais, o TSH fica alto, enquanto T4 pode estar normal.

Quando a causa do hipotireoidismo é a doença de Hashimoto, os exames podem detectar os anticorpos que atacam a tireoide.

O diagnóstico tardio de hipotireoidismo durante gravidez pode afetar o crescimento e o desenvolvimento do cérebro do bebê.

Todos os recém-nascidos devem realizar o exame de hipotireoidismo, o chamado “Teste do Pezinho”, entre o terceiro e o sétimo dia do nascimento. Isso porque, se os bebês doentes não forem tratados, poderá haver atraso no desenvolvimento mental e no crescimento.

Nos casos em que o diagnóstico de hipotireoidismo for positivo, a pessoa acometida deverá comunicar o resultado aos parentes, pois eles também correm o risco de possuir a doença.

Tratamento

O tratamento do hipotireoidismo empregado pela medicina convencional é a ingestão diária de levotiroxina em jejum (meia hora antes da primeira refeição do dia), na quantidade prescrita pelo médico, de acordo com cada organismo.

A levotiroxina reproduz o funcionamento da tireoide, mas para que o tratamento seja eficaz o uso deve seguir a prescrição médica.

Fontes: Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Sobre o autor | Website

Coach de Emagrecimento Consciente

Gostou do blog?

Se inscreva pra ficar sempre por dentro de nossas atualizações

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.